A consolidação do Pão com Manteiga como uma nova narrativa

12341390_1204498629567503_7314071016702691696_n

O Pão com Manteiga, um evento promovido regularmente pela KF Comunicação, foi considerado um exemplo do emprego da narrativa como uma estratégia de integração interpessoal dialógica, em artigo assinado por Claudia Cezaro Zanuso, sócia da KF Comunicação e Marciel A. Consani, professor doutor do curso de Licenciatura em Educomunicação do Centro de Comunicação e Artes (CCA) da ECA/USP, para o 1º Congresso Internacional de Novas Narrativas. Trata-se de uma nova narrativa inserida num processo de construção dialógica de conhecimentos.

Ousamos propor que a abordagem transdisciplinar do conhecimento pode ser concretizada com o estabelecimento de “Eixos Transdisciplinares”, os quais, metaforicamente, funcionariam como pontes ligando entre si diferentes campos de conhecimento ou áreas de especialidade.

A etapa seguinte de nosso desafio investigativo consiste em confirmar se a Narrativa pode representar, efetivamente, este eixo transdisciplinar num ambiente diferenciado do espaço escolar, mas que poderia ser contextualizado como um espaço educacional “não-formal”.

O “Pão com Manteiga” (PCM) se caracteriza como um evento presencial e periódico destinado à troca de experiências entre profissionais de comunicação, baseado numa exposição dialogada temática protagonizada por um profissional de reconhecido saber para um grupo restrito de convidados.

O ano de 2002 marcou a primeira década de existência da KF Comunicação. Desde sua origem, o propósito foi o de contribuir de alguma maneira com a formação dos profissionais dedicados à comunicação empresarial por meio de discussões sobre o que, desde sempre, foi a principal vertente de atuação da agência: a comunicação interna como ferramenta estratégica para os negócios.

Foi assim que surgiu o evento PCM, um café-da-manhã realizado mensalmente para reunir profissionais interessados em trocar ideias sobre um tema determinado, sempre apoiados por um especialista. O nome pretendia traduzir a simplicidade que se queria imprimir ao debate, permitindo a total liberdade na exposição de ideias e experiências, proporcionando assim, uma forma de aprendizado aos seus participantes.

Um registro da conversa é publicado em mídias digitais, com ênfase para site e o blog da agência. Ultrapassando 100 edições, o PCM já se transformou em um sucesso, configurando-se na mais eficiente ferramenta de relacionamento da agência e um grande case no mercado, constantemente citado como referência por profissionais de comunicação empresarial.

A fórmula básica do Pão com Manteiga permanece a mesma desde sua concepção. A agência é responsável por detectar um assunto relevante por mês (sem nunca perder o foco na área de comunicação empresarial), destacar um especialista no assunto para estimular a geração de conhecimento e contribuir para a atualização profissional dos convidados, sejam, ou não clientes da agência.

Além de entender que ele representa um processo de educação profissional não-formal, como dito anteriormente, podemos considerar que, aqui, o emprego da narrativa representa uma estratégia de integração interpessoal de natureza dialógica.

Em termos conceituais, representa a valorização da micronarrativa, se entendermos este conceito para um recorte das experiências cotidianas; estimulando o aprendizado “indivíduo a indivíduo”; pela reflexão e análise em ambiente neutro e convidativo, sem pressões por gestão ou por hierarquia, livre de relações de poder: ou seja, tudo o que se espera de um ambiente efetivo de educação não-formal.

O Pão com Manteiga deve ter vida longa, pelo menos enquanto existirem profissionais de comunicação interessados no desenvolvimento de suas carreiras.